O que são triglicerídeos? Sintomas comuns, tratamento e mais.

Os triglicerídeos são um tipo de gordura presente no sangue. Também chamados de triglicérides ou triglicéridos, essa gordura é a mais importante do nosso organismo, compondo a maior parte das gorduras de origem animal e vegetal.

O fígado é o órgão responsável por produzir os triglicerídeos em nosso corpo, sendo que também podemos adquiri-los através da alimentação. A importância desta gordura em nosso organismo se dá pois ela funciona como reserva de energia quando estamos em jejum prolongado ou quando a alimentação é insuficiente.

Apesar de ser importante, o excesso de triglicerídeos no organismo pode fazer muito mal e acarretar em graves doenças. Entenda tudo sobre essa gordura e quais os exames necessários para medir os níveis dela em nosso organismo:

Triglicerídeos alto: causas e complicações

O que são triglicerídeos? Sintomas comuns, tratamento e mais.

A hipertrigliceridemia (ou triglicerídeos alto) pode ocorrer por diversos fatores, sendo que algumas pessoas possuem predisposição genética para a doença e outras desenvolvem a hipertrigliceridemia devido a uma dieta hipercalórica ou como efeito de determinadas doenças.

Entre as causas que podem provocar a hipertrigliceridemia, estão: obesidade, hipotireoidismo, síndrome nefrótica, diabetes mellitus, insuficiência renal crônica, dieta hipercalórica, consumo excessivo de álcool e gravidez.

Nos casos onde há uma alteração genética, a pessoa produz os triglicerídeos em excesso independentemente de uma dieta balanceada, podendo apresentar níveis muito altos no organismo.

Das complicações provocadas pelos triglicerídeos altos, está o aumento do risco de doenças cardíacas e de derrame cerebral (AVC), sendo que a pessoa pode desenvolver aterosclerose, pancreatite, esteatose hepática ou isquemia cerebral.

Qual é o tipo de exame que avalia os triglicerídeos?

Existem alguns exames de sangue que avaliam os níveis de triglicerídeos no organismo. O exame de “Colesterol total e frações” é um exame que, além de medir os níveis de colesterol no sangue, mede também os triglicerídeos. Porém, o exame especializado para a medição do nível de triglicerídeos é o “Triglicérides”.

Para a realização do exame de triglicérides é necessário um jejum de pelo menos 12 horas antes de realizar a coleta de sangue.

Quando o resultado é considerado irregular?

O nível de triglicerídeos presentes no sangue varia de acordo com a idade do paciente, sendo que os valores de referência levam em conta também se o paciente está em jejum ou não. A tabela abaixo apresenta todos os valores de referência de acordo com a idade:

  • De 0 a 9 anos:
    • Com jejum – Inferior a 75 mg/dL
    • Sem jejum – Inferior a 85 mg/dL
  • De 10 a 19 anos:
    • Com jejum – Inferior a 90 mg/dL
    • Sem jejum – Inferior a 100 mg/dL
  • Superior a 19 anos:
    • Com jejum – Inferior a 150 mg/dL
    • Sem jejum – Inferior a 175 mg/dL

Caso o exame apresente valores acima destes, a pessoa está apresentando hipertrigliceridemia e será necessárias ações para tentar diminuir estes níveis e para prevenir doenças cardiovasculares.

Como tratar?

O que são triglicerídeos? Sintomas comuns, tratamento e mais.

Embora seja importante tentar diminuir os níveis de triglicerídeos no sangue, não se sabe ainda se apenas esta ação pode prevenir que o paciente desenvolva doenças cardiovasculares. Por isso, é importante realizar um tratamento voltado para quem possui alto risco cardiovascular.

Basicamente, são duas as ações que devem ocorrer no tratamento:

  • Dieta balanceada: uma vez que há excesso de triglicerídeos no sangue, é necessário que o paciente inicie uma dieta de forma a cortar da sua alimentação esta gordura. Assim, a pessoa irá evitar alimentos ricos em carboidratos e gorduras, devendo dar preferência a alimentos ricos em fibras, peixes e alimentos ricos em gorduras insaturadas.
  • Medicação para baixar os níveis de triglicerídeos: em alguns casos somente a dieta não é suficiente para diminuir a taxa desta gordura no sangue. Nos pacientes que possuem um alto nível de triglicerídeos no sangue (acima de 200 mg/dL), faz-se necessário o uso de medicamentos de controle. É possível ainda que além da hipertrigliceridemia o paciente possua níveis elevados de colesterol, sendo necessário também o uso de outros medicamentos que controlem os níveis de colesterol. Independentemente, a reeducação alimentar é fundamental para auxiliar no controle da hipertrigliceridemia e melhorar a qualidade de vida do paciente, diminuindo os riscos de problemas cardiovasculares.

Mudança de hábitos

Assim como outras doenças que envolvem uma dieta balanceada, a hipertrigliceridemia requer uma mudança na qualidade de vida do paciente. Muitas pessoas têm dificuldade para adaptar-se ao novo estilo de vida, mas uma dieta realizada de forma correta é fundamental para evitar maiores problemas. O acompanhamento médico constante e a realização de exames de rotina também são fatores importantes para garantir mais qualidade de vida para a pessoa.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply