Sal: quanto usar? Principais riscos do sódio excessivo

O cloreto de sódio, também conhecido como de sal de cozinha, é o tempero mais utilizado na culinária, servindo tanto para saladas, carnes, massas e mesmo para o tradicional arroz e feijão. Ele é fundamental para realçar o sabor dos alimentos e deixar as refeições ainda mais gostosas.

Porém, o sal também costuma ser apontado como um grande vilão da saúde. Em especial devido ao seu consumo em excesso, ainda mais devido ao fato do sódio presente nele ser usado na conservação de muitos alimentos. A ingestão de sal além da conta pode fazer mal a pessoas e é a principal causa de problemas relacionados à hipertensão arterial, pedras nos rins e insuficiência renal, além de poder agravar a osteoporose. Por isso, é preciso ir com calma quanto ao seu consumo, para que seja possível aproveitar apenas os seus benefícios e não sofrer com os seus malefícios.

sal riscos

Malefícios do consumo excessivo de sal

O problema é que a ingestão de sal em excesso produz inúmeros problemas. O caso mais conhecido está relacionado à hipertensão arterial. Especialistas afirmam que o sódio acima do recomendado faz com que aumente a capacidade sanguínea de atrair (puxar) os líquidos dos tecidos para o sangue.

Para combater a falta de água nas células e reequilibrar o organismo, o próprio corpo aumenta a pressão arterial para tentar irrigar melhor os tecidos. Isso faz com que a pessoa desenvolva pressão alta, que pode afetar o funcionamento do coração, que precisará trabalhar mais, gerando danos no sistema cardiovascular ao longo do tempo.

Dependendo da gravidade, a hipertensão pode ser combatida caso haja um controle maior do sal na dieta. Porém, quando o indivíduo possui este problema por muitos anos, o caso pode ser irreversível e deve ser acompanhado com medicamento, pois em geral pode ter ocorrido lesões em alguns órgãos. Segundo o Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL), em 2017, um em cada quatro adultos brasileiros tem diagnóstico médico de hipertensão.

Outro problema muito comum para quem consome sal em demasia é o surgimento de pedras nos rins. Isso porque o rim possui uma capacidade limitada para filtrar e também para excretar o sal pela urina. Quando o sódio está em níveis muito altos, o órgão perde essa capacidade, produzindo as famosas pedras de sal nos rins, que trazem diversos transtornos. É possível também que com o tempo a pessoa tenha insuficiência renal crônica.

Pesquisas recentes demonstraram também que a ingestão exagerada de sal pode afetar a saúde óssea dos indivíduos, sendo particularmente prejudicial aos idosos. O sódio diminui a capacidade de o organismo absorver o cálcio, o que vai reduzir a densidade dos ossos. Ou seja, além de poder levar à osteoporose, o sal pode piorar a situação de quem já tem esse problema. Isso pode deixar o esqueleto mais frágil, tornando a pessoa idosa mais suscetível a quedas e também a fraturas.

O fato do sódio em excesso desidratar as células também favorece o envelhecimento precoce. O metabolismo celular passa a ficar mais lento, até que a célula eventualmente venha a morrer. O envelhecimento precoce, aliado a uma retenção maior de líquidos provocada pelo sal, faz com que o corpo fique mais inchado, aumentando o seu peso ao mesmo tempo em que propicia o surgimento de celulites e de outras mazelas.

Vantagens do sal

Muitos não sabem, mas o consumo correto de sal diariamente (cerca de 5 g por pessoa) ajuda no funcionamento do organismo, pois controla o que entra e sai do corpo e auxilia a manter um balanço ideal entre nutrientes e água dentro das células.

Sem o sódio o organismo não reteria a água necessária para manter-se hidratado e as células teriam alterações em seu tamanho natural.Além disso, o sal ajuda na digestão, ao estimular o aumento dos movimentos peristálticos do intestino, o que vai facilitar na formação do bolo fecal.

O sal também é parceiro dos atletas e de quem pratica exercícios físicos com frequência. Isso ocorre porque o sal repõe o sódio perdido durante o processo de transpiração. Desta forma, o corpo se mantém equilibrado quanto à água e nutrientes necessários para o pleno funcionamento das células.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply