Lista dos carboidratos que mais engordam – Faz mal? Quanto comer?

O carboidrato é um macronutriente presente na maioria dos alimentos consumidos durante o dia. Essa substância é extremamente importante porque é a principal fonte de energia do organismo. Sem ela, é comum sentir cansaço e prejudicar o funcionamento dos órgãos.

Curiosamente, o carboidrato é considerado por muitos um vilão da dieta, do emagrecimento e da saúde, mas não é bem assim que as coisas funcionam. Saiba, aqui, mais sobre o macronutriente, se faz mal, quais mais engordam e quanto consumir em suas refeições!

Carboidratos

Tipos de carboidrato

Os carboidratos são divididos em dois tipos, o simples e o complexo. Ambos são fontes de energia, mas possuem funcionamento diferenciado, como explicado a seguir:

  • Carboidrato simples: é considerado uma fonte de energia rápida, ou seja, esse tipo de carboidrato é digerido, transformado em energia e absorvido pelo organismo em pouco tempo, provocando, também, o aumento da quantidade de glicose no sangue.

O grande problema disso é que se aumenta o risco de engordar e de desenvolver doenças como a hiperglicemia e o diabetes tipo 2, comprometendo a saúde e qualidade de vida.

  • Carboidrato complexo: trata-se de um carboidrato com molécula maior. Por isso, é digerido lentamente pelo organismo. Seu diferencial está no fato de ser uma fonte de energia gradual e lenta, sem aumentar significativamente a glicose no sangue.

Além disso, o alimento com esse tipo de carboidrato tem mais vitaminas, minerais, fibras e é menos calórico. Justamente por isso é ideal para ser consumido por quem deseja perder peso ou tem diabetes.

Lista de carboidratos que mais engordam

Carboidratos

O carboidrato que mais engorda é o simples, tipo que está presente em uma série de alimentos consumidos no dia a dia, tais como:

  • Açúcar refinado;
  • Massas feitas com farinha branca (pães, bolos, biscoitos, macarrões, entre outros);
  • Mel;
  • Geleias;
  • Refrigerantes;
  • Sucos de frutas industrializados;
  • Leite integral e seus derivados;
  • Cereais;
  • Pipoca;
  • Batata frita;
  • Arroz branco;
  • Salgadinhos.

Lista de carboidratos que não engordam

O carboidrato não deve ser eliminado de suas refeições, porque ele é essencial para o bom funcionamento de seu organismo. O segredo para mantê-lo no seu prato é substituir o tipo simples pelo complexo, consumindo alimentos como:

  • Arroz integral;
  • Massas integrais (bolos, pães, biscoitos e macarrões, por exemplo);
  • Batata doce;
  • Mandioca;
  • Feijão;
  • Milho;
  • Lentilha;
  • Frutas;
  • Grãos integrais;
  • Sementes;
  • Oleaginosas;
  • Vegetais;
  • Abóbora;
  • Ervilha.

Carboidrato faz mal?

Carboidratos

O carboidrato só faz mal quando ele é consumido em excesso, porque sobrecarrega o organismo, gera aumento de peso e maximiza o risco de desenvolver doenças sérias.

A melhor medida a ser tomada para evitar esses problemas é não exagerar na quantidade de carboidrato em suas refeições, colocando mais nutrientes em seu prato, como as proteínas.

Quanto comer de carboidrato?

Curiosamente, a quantidade ideal de carboidrato varia de pessoa para pessoa, porque cada um possui necessidades nutricionais e energéticas específicas. Portanto, o recomendado é que isso seja indicado por um nutricionista.

No entanto, órgãos de saúde nacionais e internacionais costumam fazer recomendações gerais de consumo de carboidratos por dia. A OMS (Organização Mundial da Saúde), por exemplo, indica que 55% da alimentação diária seja composta por carboidratos. Já o Ministério da Saúde recomenda que de 45% a 65% da refeição diária seja carboidrato.

Se sua intenção for emagrecer, é interessante reduzir o consumo de carboidrato, o que contribuirá para a perda de peso. Somente tome o cuidado de não eliminar o macronutriente de sua refeição, porque não o ingerir pode trazer sérias complicações para a saúde.

Dieta low carb

A dieta low carb virou febre e ainda continua em alta. Trata-se de um regime alimentar com consumo reduzido de carboidratos, passando a ingerir somente os complexos, que são mais saudáveis para o organismo.

Mesmo que seja uma alternativa interessante e eficaz, é importante fazer a dieta low carb corretamente e com acompanhamento de um profissional da área da saúde. O motivo é simples, o menor consumo de carboidrato pode provocar efeitos colaterais como:

  • Deficiência nutricional;
  • Desidratação;
  • Fadiga;
  • Tontura;
  • Tremor;
  • Desmaio;
  • Insônia;
  • Constipação;
  • Dificuldade de concentração;
  • Comprometimento da memória recente;
  • Náusea;
  • Mau hálito.

[VEJA TAMBÉM: 5 VANTAGENS E 3 DESVANTAGENS DA DIETA LOW CARB]

Alterar a alimentação é coisa séria, portanto, se quiser se aventurar na dieta low carb converse com um nutricionista, profissional que fará um cardápio personalizado ao seu organismo para não comprometer seu funcionamento ou gerar reações adversas.


Referências utilizadas neste conteúdo:

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_alimentar_populacao_brasileira_2008.pd


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply