Fome x Vontade de Comer – Como identificar?

Por mais que pareça algo óbvio, é muito comum que as pessoas não saibam diferenciar quando estão com fome e quando estão com vontade de comer, fazendo com que muitos acabem se alimentando sem necessidade e fazendo com que muitos ganhem aquela gordurinha indesejada sem nem perceberem.

Isso acontece porque a fome, uma necessidade fisiológica básica, não está atrelada à vontade de comer. Esta última pode ter diversos fatores psicológicos associados, fazendo com que a pessoa não consiga manter hábitos saudáveis de alimentação.

Descubra aqui as principais diferenças entre a fome e a vontade de comer e aprenda a identificar quando você está se alimentando sem necessidade.

como identificar a fome

Quando estou com fome?

A resposta “quando estou com vontade de comer algo” seria muito genérica e não se aplica necessariamente.  A fome é uma necessidade fisiológica que se manifesta de formas específicas, é um sinal de que seu organismo manda de que o seu corpo precisa de alimento para se manter estável. Sinais de que você está com fome:

  • A barriga começa a doer;
  • Alteração de humor;
  • Reflexos menos ágeis;
  • Pensamentos mais lentos;
  • Visão turva.

Uma pessoa com fome pode até chegar a desmaiar, tal a necessidade de se consumir alimentos. Quando estamos com fome, não há um alimento específico que irá saciar a fome, sendo que o organismo não escolhe o alimento que deseja para saciar a fome. Quem faz isso é a vontade de comer

Vontade de comer

A vontade de comer é, na maioria das vezes, um estímulo psicológico. Em muitos casos, a vontade de comer está atrelada ao consumo de um alimento específico ou a um tipo de alimento, como o desejo de comer doces ou um determinado prato de comida.

A vontade de comer está diretamente ligada aos mecanismos de recompensa cerebral. São funções existentes em nosso cérebro que respondem quando ingerimos determinado alimento, estimulando a produção de determinados hormônios. O chocolate é um alimento que provoca este efeito em muitas pessoas, sendo que fica claro que você não está com fome, apenas com vontade de comer uma barra de chocolate.

Quando ocorre esse direcionamento para um ou dois alimentos específicos, normalmente existe uma situação emocional, ansiedade, angústia, tristeza ou mesmo felicidade. Nossa cultura associa a comida a determinados momentos da vida: comemos em festas, quando saímos com os amigos, quando estamos tristes, quando vamos ao cinema. São diversos os momentos em que ingerimos alimentos sem que a fome em si esteja presente.

Esta vontade de comer atrelada a determinados momentos é preocupante, pois ela estimula um estilo de vida pouco saudável. É raro ver alguém que come uma salada quando está apenas com vontade de comer, ou que fica com muito desejo de comer um alimento saudável quando vai ao cinema.

vontade de comer

Criando hábitos alimentares saudáveis

Para conseguir superar a vontade de comer, é preciso desenvolver hábitos alimentares saudáveis. Ao se desenvolver hábitos, o nosso psicológico também se acostuma a não mais associar a comida aos momentos de tristeza e felicidade, colocando a comida como uma recompensa ou um prêmio de consolo.

O desenvolvimento de uma alimentação regrada requer um esforço, mas recompensa muito, pois garante que a pessoa consiga se controlar perante a vontade de ingerir determinado alimento.

O nosso corpo precisa de uma alimentação regrada e, quando não possuímos horários de alimentação mais estáveis, acabamos tendo mais problemas para diferenciar a vontade de comer da fome.

Pessoas que se alimentam poucas vezes ao dia tendem a consumir uma maior quantidade de alimento nestes momentos espaçados, fazendo com que o metabolismo fique menos acelerado. O ideal é realizar diversas refeições ao longo do dia, com uma quantidade pequena de alimentos, isso faz com que o nosso corpo processe mais rapidamente os alimentos ingeridos e não fique sobrecarregado.

Embora não seja fácil, é preciso realizar uma reeducação alimentar quando você perceber que está exagerando na comida. Não é saudável que uma pessoa esteja constantemente associando os momentos de prazer à alimentação, uma vez que os alimentos passam a funcionar como uma droga para o organismo, induzindo cada vez mais o consumo de alimentos sem que haja fome e fazendo com que a pessoa coma compulsivamente.

O auxilio de um profissional especializado pode ser fundamental neste momento para ajudar na reeducação alimentar e em manter os hábitos alimentares saudáveis.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply