Emagrecer tomando remédio é seguro? Leia aqui.

A busca pelo emagrecimento e pelo corpo perfeito é algo constante em nossa sociedade. Como as pessoas são muito diferentes e suas necessidades também, para cada um há uma forma específica que funciona mais na hora de perder peso.

Uma das opções existentes para a perda de peso é através do uso de remédios. Embora seja comum, esta medida envolve diversas problemáticas e o uso deste tipo de medicamento pode gerar efeitos colaterais indesejados.

Saiba aqui algumas informações importantes antes de começar a tomar um remédio para emagrecer:

O que são os remédios para emagrecer?

Emagrecer tomando remédio é seguro? Leia aqui.

Na realidade não existem remédios para emagrecer. O que existem são remédios inibidores de apetite, que são utilizados de forma a auxiliar no processo de emagrecimento. Embora existam os casos médicos relacionados com o emagrecimento, que envolvem a hipertensão arterial, obesidade mórbida, diabetes, entre outras doenças, muitas pessoas utilizam os remédios para emagrecer com o objetivo estético.

O recomendado por muitos médicos é que apenas pessoas com índice de massa corporal (IMC) acima de 27 e que possuem alguma doença associada utilizem esse tipo de medicação. O ideal para pessoas que não se encaixam neste perfil é que utilizem dietas adequadas para reeducar os seus hábitos alimentares, realizando também atividades físicas.

Como iniciar o tratamento?

Existem alguns tipos de medicamentos cujo comércio é autorizado no Brasil para auxiliar no emagrecimento. Porém, cada tipo de remédio pode possuir um efeito colateral, e alguns são mais contraindicados do que outros.

Contraponto o posicionamento da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que havia proibido em 2011 a venda de remédios anorexígenos (remédios derivados de anfetamina), a Câmara dos Deputados liberou a venda de tais remédios em 2017. De acordo com a agência, não há comprovação da segurança e da eficácia desses medicamentos.

Uma vez que se trata de medicação, é indispensável que se consulte antes um médico especialista para saber o tratamento ideal. O endocrinologista é o médico responsável por receitar este tipo de medicamento, cabendo a este profissional analisar o caso e receitar a melhor forma de tratamento.

Quais são os remédios disponíveis?

Emagrecer tomando remédio é seguro? Leia aqui.

 Existe uma gama de remédios que podem ser utilizados para o emagrecimento, abaixo são listados alguns deles:

  • Sibutramina: a sibutramina é um dos remédios mais conhecidos para emagrecer e age no organismo de forma a inibir o apetite e aumentar o gasto calórico, através de sua atuação em alguns neurotransmissores. Entre os efeitos colaterais possíveis, o paciente pode sentir a boca seca, constipação, dor de cabeça e insônia;
  • Fluoxetina: este medicamento possui um efeito diferente e atua no organismo de forma a controlar a ansiedade, diminuindo assim a compulsão alimentar. Seu uso é mais específico e recomendado para pessoas que além da obesidade estão apresentando quadros de depressão ou de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG). Os efeitos colaterais do uso deste medicamento podem ser: diarreia, náusea, fadiga, dor de cabeça e insônia;
  • Bupropiona: utilizada também no tratamento de fumantes que estão buscando parar de fumar, a bupropiona é um antidepressivo utilizado para ajudar a reduzir a compulsão alimentar, sendo mais indicada quando o paciente apresenta algum quadro psiquiátrico;
  • Orlistat: o Orlislat não atua no metabolismo auxiliando na saciedade, mas sim inibindo que parte da gordura seja assimilada pelo corpo e eliminando-as nas fezes. Este medicamento é indicado para pessoas que têm dificuldades em cortar a gordura da dieta e é comumente utilizado como medicamento coadjuvante. Seu principal efeito colateral está relacionado com a quantidade de gordura que a pessoa ingere, fazendo com que esta pessoa elimine muita gordura nas fezes, causando diarreia.
  • Anfetaminas: as anfetaminas, como a Anfepramona, Femproporex e Mazindol, pertencem à classe de medicamentos chamada de anorexígenos. Liberada recentemente no Brasil, possuem o efeito de inibir quase que completamente a fome. Entre seus efeitos colaterais, estão as ansiedade, irritabilidade, insônia, tremores e depressão, além de que este tipo de medicamento não melhora metabolicamente o paciente e nem auxilia na educação alimentar.

A supervisão médica é fundamental!

Nunca utilize medicamentos sem a expressa autorização de um especialista de sua confiança, uma vez que a utilização de uma medicação incorreta pode gerar grandes danos para a sua saúde mental e física. Antes de pensar na estética, pense primeiro na saúde do seu corpo.

O uso de medicamentos não deve ser a sua primeira opção e o mais indicado é que apenas pessoas que se enquadram no perfil descrito anteriormente utilizem este tipo de remédio. Emagreça sempre com saúde!


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

One Response

  1. Lorriane Macmahon

Leave a Reply