Crise de diarreia – Quais são os Tratamentos?

A crise de diarreia é um quadro clínico caracterizado pela evacuação de fezes em estado líquido e sem muito controle, podendo ser acompanhadas ou não por dores abdominais. Dependendo da gravidade, ela pode vir seguida de sangue ou substâncias como muco e gordura. Elas podem ser classificadas como agudas, causadas por infecções, ou crônicas, causadas por doenças como síndrome do intestino irritado ou doença de Crohn. As diarreias costumam ter a duração de alguns dias. Porém, se a condição persistir por mais de 1 semana, o caso pode ser mais grave e necessitar de atenção médica.

Os principais causadores da problema são agentes bacteriológicos, virais e parasitas que provocam a inflamação das paredes do sistema gastrointestinal. Mas também podem ter como causa comum as intoxicações alimentares. Elas também podem vir associadas com o uso de alguns tipos de medicações que possuem a diarreia como efeito colateral. Além de serem sintomas de algumas doenças como colites, doença celíaca, intolerância à lactose, e as já citadas, doença de Crohn e síndrome do intestino irritado.

crise de diarréia

Quais os sintomas

Apesar da causa do problema serem bastante variadas, os sintomas para se caracterizar um quadro de crise de diarreia são comuns. Deve se lembrar, que em casos de diarreias crônicas causadas por algumas doenças, ela será, basicamente, um dos sintomas para a detecção do problema. Os sinais mais conhecidos que podem ser caracterizados como sintomas são:

  • Aparência líquida das fezes;
  • Desidratação;
  • Dores abdominais e cólica persistente;
  • Inchaço abdominal;
  • Náuseas;
  • Febre ou suor frio;
  • Pode ou não existir presença de sangue nas fezes.

Dores abdominais ou retais muito fortes, vômitos e a presença de sangue nas fezes são sintomas que não devem ser ignorados e podem indicar um agravamento da doença.

Um dos principais riscos trazidos pela doença é a desidratação em razão da perda constante e abundante de líquidos em cada evacuação. Por isso, é preciso manter a todo o instante o consumo de líquidos. A atenção deve ser redobrada com crianças ou idosos, visto que a desidratação causada pela diarreia pode se agravar rapidamente.

Quais os tratamentos

Os tratamentos para diarreia poderão variar dependendo da origem do problema. Porém algumas práticas serão comuns independente da causa e algumas podem ser seguidas em casa, se não houve gravidade.

A principal recomendação para o tratamento do problema é manter a hidratação em dia. Recomenda-se a ingestão de soro caseiro desde o início dos episódios da doença, evitando a desidratação e o agravamento do problema. Além disso, o paciente deverá consumir líquidos como sopas, sucos e água de cocô para auxiliar o processo de recuperação dos nutrientes e mineiras perdidos durante as crises. Outra recomendação importante para tratamento é ingerir líquidos de 50 a 100ml a cada evacuação, preservando, ao máximo, a reposição constante de líquidos.

Além dessas medidas, o tratamento deverá abranger um cuidado maior com os alimentos que serão consumidos. Uma das medidas é evitar alimentos gordurosos ou muito temperados, vegetais não cozidos e furtas com casca. Bem como, devem ser evitadas as carnes malpassadas. Dê preferência para alimentos como o arroz integral, batata, cenoura, banana, maçã e sopas leves.

Medicamentos poderão ser receitados em casos de infecção intestinal. O intuito é combater a infecção e repor a flora intestinal que foi perdida durante o processo infeccioso. Mas é preciso seguir as orientações médicas para utilização de qualquer tipo de medicamento.

Em casos graves da doença em que há desidratação profunda e/ou dores abdominais fortes, a internação do paciente será necessária. Nessas situações o tratamento irá contar com aplicação de soro intravenoso para hidratação e administração de remédios para aliviar as dores e cólicas intestinais.

Remédios caseiros

A crise de diarreia, quando leve, pode ser tratada em casa com algumas medidas simples. Soros caseiros, chás e alguns remédios poderão auxiliar no restabelecimento das funções normais do intestino.

  • Receita de soro caseiro para hidratação: Para preparar o soro é necessário 1 litro de água filtrada ou fervida, uma colher pequena e sal e 1 colher grande de açúcar. Basta misturar todos os ingredientes até dissolver o açúcar e beber pequenas doses várias vezes ao dia.
  • Receita de chá de camomila: O chá terá efeito antiespasmódico e diminuirá as evacuações. Ferver 500ml de água e adicionar uma colher de flores e folhas secas de camomila. Deixe descansar por 15 minutos, coe e beba.
  • Receita de chá de goiabeira: Esse chá também é capaz de prender o intestino. Ferva 1 litro de água com 40g de folhas de goiabeira. Deixe esfriar, coe, misture 1 colher de pó de semente de abacate torrada e beba.

Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply