Como aumentar a testosterona? Sinais da falta desse hormônio, veja aqui.

Já se sabe como os hormônios interferem na personalidade das mulheres. Mas quando o assunto está relacionado aos homens, o efeito da produção hormonal não é muito comentado. A testosterona, como principal hormônio do sexo masculino, é importante para várias características físicas, além de influenciar o comportamento e o desempenho sexual.

Naturalmente, os níveis de testosterona vão diminuindo com o avanço da idade. Dessa forma, é muito importante que a dosagem de testosterona permaneça normalizada, através de exames de rotina a partir dos 40 anos.

Alguns homens, infelizmente sofrem com taxas reduzidas desse hormônio mais cedo. Conheça mais sobre como aumentar a testosterona agora mesmo!

Como aumentar a testosterona com alimentos

Como aumentar a testosterona? Sinais da falta desse hormônio, veja aqui.

Aumentar os níveis de testosterona é uma tarefa que fica de responsabilidade de um especialista – ele que fará um diagnóstico correto da(s) causa(s) do hormônio estar em baixa em seu organismo e também qual será o melhor tratamento.

No entanto, alguns nutrientes são recomendados pela colaboração comprovada na produção ou elevação desse hormônio. São eles:

  • Zinco: é um mineral importante na produção da testosterona, pois regula a produção do hormônio do crescimento e está ligado de maneira íntima com a secreção de testosterona.

Para incluir zinco, basta apostar em alimentos como: carnes, cereais integrais, queijo, feijão, iogurte e peixes.

  • Magnésio: também é um mineral que estimula a produção de testosterona e ainda beneficia no transporte dos nutrientes até os músculos.

Alimentos ricos em magnésio são as folhas verde-escuras, banana, abacate e oleaginosas.

  • Vitamina D:

A vitamina D não só aumenta os níveis de testosterona, como também auxilia no aumento do desejo sexual. Como se sabe, a vitamina D é alcançada quando estamos expostos ao sol, mas você ainda pode optar por consumir salmão, arenque, sardinha e gema do ovo.

Em resumo, os alimentos que você pode apostar para aumentar a testosterona são:

  • Carnes magras;
  • Gorduras saudáveis (nozes, castanhas, amêndoas, linhaça, semente de girassol);
  • Frutas (maçã e banana);
  • Verduras e legumes (abóbora, pimentão, repolho, couve e brócolis);
  • Ovos;
  • Feijão.

Note que para aumentar a testosterona é fundamental que você procure um médico. Lembrando que a prática de atividades físicas com regularidade, além de certos hábitos, tais como dormir adequadamente e reduzir o estresse, podem auxiliar nos níveis deste hormônio.

Medicamentos para aumentar a testosterona

A suplementação é frequentemente indicada para que ajude no aumento da testosterona, principalmente quando há o objetivo de tratar disfunções eréteis, estimular a produção de espermatozoides e também aumentar a própria potência sexual. Além disso, a suplementação serve para melhorar a autoestima, é claro.

Os principais suplementos encontrados hoje que aumentam o hormônio testosterona são:

  • Hyperbody,
  • Kimera,
  • ProTestosterone,
  • Provacyl,
  • Testex.

Na realidade, a ingestão de suplementação para aumentar a testosterona é aconselhada quando os níveis estão muito baixos. O que também se afirma sobre esses suplementos é que eles podem promover ganho de massa magra e melhora da performance esportiva.

Grande parte dos suplementos que colaboram para o aumento da testosterona contam com aqueles minerais que também possuem esse propósito, tais como o zinco e o magnésio. Entretanto, outros nutrientes podem se fazer presentes, como a vitamina B6 e aminoácidos.

Um profissional capacitado irá orientar qual é o melhor suplemento para o seu caso. Ainda, existem medicamentos apropriados que intervém na testosterona, a aumentando e que também deve ser uma recomendação do médico. São alguns exemplos:

  • Androxon,
  • Durateston.

Quer saber por que é importante manter os níveis de testosterona em equilíbrio?

Riscos da deficiência de testosterona no organismo

Como aumentar a testosterona? Sinais da falta desse hormônio, veja aqui.

Existem sinais claros que apontam para um baixo nível de testosterona em homens e esses sintomas afetam seu organismo de maneira bem desagradável.

Converse com seu médico se perceber:

  1. Baixo interesse sexual: sintoma muito específico da baixa testosterona, podendo ser possível perceber uma perda da potência sexual ou até uma disfunção erétil,
  2. Cansaço excessivo: como o hormônio está associado com a produção de energia, é normal que a fadiga seja um reflexo comum dos níveis baixos de testosterona.

Obviamente que esse cansaço e falta de disposição devem vir acompanhados de outros sinais para realmente ter um diagnóstico de baixos níveis de testosterona.

  1. Pensamento confuso e problemas de memória: afetando diretamente o sistema nervoso, será normal que você sinta dificuldade de manter a concentração em atividades ou na assimilação de conceitos.

Um exemplo é a dificuldade de memorização.

  1. Mudanças de humor: a mudança nos níveis de testosterona afeta o bem-estar e o humor, causando até depressão,
  2. Dificuldade para hipertrofia: construir massa muscular pode se tornar difícil por causa da falta de testosterona, especialmente na área abdominal,
  3. Acúmulo de gordura corporal: quando a testosterona não está adequada, você também poderá se deparar com o ganho de gordura na região do abdômen,
  4. Perda de massa óssea: a osteoporose é uma das causas mais comuns relacionadas à testosterona e sua falta no organismo masculino, oferecendo problemas de mobilidade e fragilidade óssea em idosos,
  5. Baixo crescimento de pelos: quando há níveis baixos do hormônio, há um crescimento bem menor de pelos faciais, pubianos e dos braços e pernas.

Vale frisar que a baixa de testosterona não é responsável por casos de calvície e queda de cabelo!

Ainda, a deficiência de testosterona causa problemas de insônia, fazendo com que as noites sejam mais agitadas.

Por isso, é importante lembrar que os sintomas devem aparecer em conjunto para que se considere um problema de testosterona baixa. Caso surgirem separadamente, pode ser sintoma de alguma doença, valendo a busca pelo médico também.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply