Celulite – Causas e principais formas de tratamento

A celulite é causada pelo acúmulo de gordura, toxinas e retenção de líquido nas células do corpo. Estas alterações formam desníveis na pele e se assemelham a uma casca de laranja. Em casos mais graves, as inflamações provocam nódulos duros e doloridos na pele. Também conhecida como lipodistrofia ginóide, as áreas mais afetadas por esse problema são as coxas, glúteos e abdome.

Apesar de afetar quaisquer pessoas, obesas ou não, a ocorrência em mulheres é maior do que em homens. Estes “furinhos” indesejados podem indicar a existência de algum problema ou mal funcionamento do organismo. Além de ser responsável por prejudicar a autoestima de quem as possui. Por esse motivo, o tratamento das celulites é relevante, tanto para saúde física quanto para o bem-estar emocional.

celulite causas

Causas da celulite

Conforme relatado em pesquisa do XIX Seminário Interinstitucional de Ensino, Pesquisa e Extensão, a retenção de gorduras, líquidos e toxinas nas células promovem o surgimento da celulite. Significa que a pele se torna irregular em razão do inchaço e seu aspecto se torna semelhante ao de uma casca de laranja. As principais causas para o surgimento dessa inflamação da pele conhecida como celulite são:

  • Má alimentação e falta de atividade física regular: como dissemos, o acúmulo irregular de gordura nas células adiposas é um dos fatores que desencadeiam o surgimento da celulite. Por esse motivo, dietas ricas em gorduras e açúcares podem ser o combustível desse mal. Bem como, a ingestão exagerada de sal que pode levar à retenção de líquido. Somado a isso, a falta de exercícios físicos contribui para má circulação, uma boa dia são os exercícios para glúteos afim de evitar as celulites na bunda.;
  • Causas genéticas: não como negar que algumas pessoas sofrem com esse problema mesmo sendo magras. Além disso, há quem possua uma tendência a acumular gorduras somente em determinadas regiões, contribuindo para agravar as celulites. Estes fatores podem ter origem genética e a única forma de combater é prevenindo o surgimento. Seja um maior controle da alimentação ou com a prática de exercícios físicos. Bem como, podem ser feitos procedimentos estéticos que tratam e previnem o surgimento dos nódulos;
  • Alterações nos níveis hormonais: essa é uma das razões pelos quais a celulite tem uma incidência maior em mulheres do que em homens. Os desequilíbrios hormonais fazem parte dos ciclos da mulher, bem como a menopausa. Estas variações constantes de hormônios como o estrógeno e a progesterona tem importante papel na retenção de líquidos e na circulação. Por essa razão, podem ser responsáveis pelo surgimento do problema;
  • Roupas muito justas: elas prejudicam a circulação do corpo e podem levar ao agravamento do problema. Apesar de não causarem a celulite, a compressão dos vasos sanguíneos e linfáticos é bastante prejudicial;
  • Cigarro: a causa está associada ao efeito vasoconstritor provocado pelo fumo. Ao prejudicar a circulação, a oxigenação e a circulação do corpo ficam deficientes e levam ao surgimento das irregularidades na pele.tratamento para celulite

Quais os principais tratamentos

A celulite possui quatro estágios. O nível 1 é o mais brando, em que os furinhos na pele só são percebidos quanto se aperta a área afetada. Já o nível 4 é o mais grave, em que a pele apresenta um aspecto nodoso e irregular, com dores persistentes e sem sensibilidade. Quanto mais cedo o problema for tratado, mais rápido e melhores serão os resultados.

Além dos cremes anti-celulites, os tratamentos mais conhecidos e eficientes são:

  • Drenagem linfática: Esse procedimento tem o objetivo de tratar a retenção de líquidos através das massagens que estimulam a área afetada. Ela tem a função de ativar a circulação prejudicada pela formação dos nódulos, levando o organismo a eliminar os líquidos e toxinas retidos na pele. Apesar de ser indicada para todos os níveis de celulite, o resultado será mais eficiente em casos mais leves. Em quadros mais avançados, ela é capaz de aliviar alguns sintomas, mas não será capaz de acabar com a celulite sem auxílio de outras técnicas.
  • Radiofrequência: Esse tratamento é indicado para casos de flacidez, mas pode ter efeito benéfico no combate à celulite. O procedimento incentiva a produção de colágeno e promove uma reestruturação celular, dando mais elasticidade e firmeza à pele. Assim, reduzem as traves fibrosas que causas as irregularidades e devolvem o aspecto lisinho para a derme.
  • Endermologia: Consiste em um aparelho que trabalha com sucção e dois rolos. Ao ser movimento sobre a pele, ele melhora a circulação sanguínea e linfática. Apesar de não ser invasivo, este tratamento tem resultados eficazes em níveis moderados e graves de celulite.

Dessa forma, os tratamentos cosméticos e procedimentos dermatológicos aplicados ao tratamento da lipodistrofia ginoide acabam por ser soluções para os problemas de auto-estima interferido pelo surgimento das celulites. No entanto, cabe lembrar que cada pessoa precisa avaliar dermatologicamente quais são os melhores procedimentos específicos para as causas e condições de si, processo que deverá ser feito sob acompanhamento de médico especialista.

Referências utilizadas neste conteúdo

PSICODEBATE. Ativos cosméticos para o tratamento de lipodistrofia ginóide. <http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/download/249/118/> acessado em agosto de 2018.

FROZ, Maria Garcia. Celulite: diferentes nomes para um só problema. <https://home.unicruz.edu.br/seminario/anais/anais-2014/XIX%20SEMIN%C3%81RIO%20INTERINSTITUCIONAL%202014%20-%20ANAIS/GRADUACAO/Resumo%20Expandido%20Saude%20e%20Biologicas/CELULITE%20DIFERENTES%20NOMES%20PARA%20UM%20SO%20PROBLEMA.pdf> acessado em agosto de 2018.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply