Carne de Cordeiro – Benefícios e Malefícios: aumenta o colesterol?

A carne de cordeiro é o termo utilizado para os cortes feitos a partir da carne da ovelha adulta, tanto a fêmea como o macho. O corte é considerado mais nobre, possui alto valor nutritivo e pode apresentar uma série de benefícios se feita com moderação (afinal, pode ser bastante calórica) e aliada à uma dieta equilibrada.

Abaixo você confere quais são os benefícios desta categoria de carnes e se ela pode ser uma boa opção de variação do seu cardápio, em substituição à carne de boi.

carne de cordeiro benefícios

Os benefícios da carne de cordeiro

1. Fonte de ferro

Apesar de ser a fama de todos os tipos de carne vermelha, a carne de cordeiro possui ainda mais fonte de proteínas e ferro do que a bovina e carnes brancas como frango ou peixe. Na composição do músculo do cordeiro há o tipo de ferro heme, uma versão da substância que é mais facilmente absorvida pelo trato gastrointestinal e ainda mais benéfico do que os encontrados em plantas.

O ferro é importante para realizar a oxigenação do sangue, sendo que sua falta pode ocasionar anemia, problemas cognitivos e ósseos, sobretudo em crianças na fase de desenvolvimento.

2. Alta quantidade de vitaminas do complexo B

O cordeiro é uma excelente fonte de vitamina B12, B3 (niancina), B6, B2 (riboflavina) e B5 (ácido pantogênico). Todas estas versões do complexo B vitamínico ajudam na manutenção das células nervosas, conexões cerebrias e previne uma série de doenças emocionais e psicológicas como o Alzheimer, a depressão e a demência.

3. Fortalece o sistema imunológico

O cordeiro possui alto valor nutritivo de zinco imunoestimulante.  Em 100 gramas de cordeiro contém 4,4 mg de zinco, o que representa 30% do valor diário, segundo relatório da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Esta substância desempenha uma série de funções essenciais para a saúde como a manutenção do sistema imunológico, capacidade de cicatrização de feridas, sínteses de DNA, proteínas do sangue bem como o estímulo da produção dos hormônios de crescimento entre crianças e adolescentes. Na gravidez, ele tem profunda ação no bom desenvolvimento do feto.

4. É um anti-inflamatório natural

A gordura presente na carne de cordeiro não é tão maléfica quanto de outras carnes vermelhas. Acontece que o tipo presente neste tipo de corte é um ácido graxo ômega 3, o qual possui propriedades anti-inflamatórias naturais. Como o animal se alimenta de capim acaba por concentrar uma alta carga de ácido linoleico, uma substância que estimula o fortalecimento da massa muscular e produção de gorduras boas, como o colesterol do tipo HDL (High Density Lipoprotein).

Estes benefícios foram resumidos por uma pesquisa da Universidade Federal de Santa Catarina. 

5. Uma fonte saudável de proteína

O cordeiro é excepcionalmente rico em proteínas. Esta substância possui uma série de funções no organismo faz, incluindo o fornecimento de combustível para os músculos e uma fonte mais saudável de garantir energia para o corpo.

Cortes da carne de cordeiro

Os cortes mais nobres são as costelas e filés. No entanto, a culinária também apresenta pratos típicos que envolvem bife de cordeiro e o lombo – o qual costuma apresentar bastante maciez se comparado com a carne bovina.

Malefícios da carne vermelha

Apesar das carnes vermelhas serem nutritivas, o consumo também pode apresentar riscos. Há diversos estudos que associam o consumo elevado deste tipo de proteína animal a um maior risco de desenvolver câncer, como é o caso do relatório publicado pela Organização das Nações Unidas em conjunto com a Organização Mundial da Saúde que mostra como o consumo excessivo de carne, principalmente quando exposta à altas temperaturas, possuem substâncias cancerígenas como as aminas heterocíclicas.

Para minimizar as ações cancerígenas algumas alternativas recomendadas pelas instituição são pré-cozer a carne no microondas antes de levar ao fogo e evitar o consumo de carne mal-passada.

A porção diária de carne, seja ela de boi, cordeiro, porco ou bode, deve ser restringida a 300 gramas por semana, conforme recomenda o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca). 

Carne de carneiro faz mal para o colesterol?

Trabalhos sobre a qualidade da carne de cordeiro têm demonstrado que a gordura dessa espécie é rica em graxos monoinsaturados, o que significa que se alimentar deste tipo de carne ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim no sangue.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votes, average: 3,83 out of 5)
Loading...

Leave a Reply