Cárie – Quais as causas? Tipos, Sintomas, Tratamento e Como Prevenir

Dor de dente é algo que pode ser um grande incômodo, não é mesmo? Muitas vezes essa dor é resultado de uma simples cárie, que poderia ser evitada com uma higiene bucal adequada e uma alimentação saudável. Quer saber mais sobre a cárie e como evitá-la? Preparamos um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Cárie é uma doença provocada pela ação de determinadas bactérias que atacam os dentes, podendo causar a destruição parcial ou total do dente. Em casos mais graves, causa uma infecção que pode trazer sérios danos à saúde. É um problema extremamente comum, que afeta boa parte da população mundial.

Cárie

Quais são as causas?

As causas da cárie estão associadas, na maioria dos casos, aos hábitos alimentares. Quando ingerimos alimentos ricos em açúcar, eles sofrem um processo de decomposição através de bactérias localizadas na boca. Esse processo dá origem a ácidos que atacam os minerais dos dentes, causando o aparecimento das cáries. Esse processo afeta os dentes de maneira diferente: dentes como os molares e pré-molares apresentam fissuras e irregularidades que facilitam o alojamento das bactérias e dificultam a limpeza e, por isso, acabam sendo mais afetados.

Tipos de cáries

Existem três tipos principais de cáries:

  • Coronária: é o tipo mais comum de cárie, afetando a parte visível dos dentes;
  • Radicular: ocorre quando há retração gengival, deixando exposto parte do dente com pouco ou nenhum esmalte. Dessa forma, a raiz do dente é afetada, causando muita dor;
  • Recorrente: ocorre com a formação de placa bacteriana ao redor das áreas já tratadas.

Quais os sintomas?

Cárie

Os primeiros sintomas detectados são manchas amareladas ou escuras nos dentes. A medida que o problema avança, a pessoa começa a sentir dor (em diferentes níveis) e sensibilidade ao toque e a alimentos ou bebidas quentes ou geladas. Também pode causar inflamações na gengiva, caso ela entre em contato com a cárie, e, é claro, mau hálito.

Como evitar?

A principal maneira de evitar o aparecimento das cáries é manter uma boa higiene bucal. É importante escovar os dentes, de forma correta, após as refeições (três vezes ao dia é o indicado). Para escovar os dentes corretamente, passe as cerdas da escova entre os dentes, em movimentos verticais, da gengiva para fora, repetindo o movimento. Esse procedimento também, deve ser feito na parte de dentro dos dentes. Não esqueça de também escovar a língua, fazendo movimentos suaves para trás e para a frente.

Além da escovação, outros cuidados básicos no dia a dia podem ajudar a prevenir o aparecimento das cáries, tais como:

  • Diminuir o consumo de açúcar;
  • Utilizar fio dental diariamente para limpar as áreas onde as cerdas da escova não alcançam;
  • Usar enxaguante bucal;
  • Fazer bom uso da pasta de dente com flúor;
  • Mascar chiclete sem açúcar, pois a mastigação ajuda na produção de saliva, que impede que as bactérias produzam o ácido que ataca os dentes;
  • Visitar o dentista a cada 6 meses, ou pelo menos uma vez ao ano, para fazer uma limpeza nos dentes e identificar mais rapidamente o início de uma cárie, procedendo ao tratamento antes que o dente seja mais seriamente afetado.
  • Ingerir alimentos como maçã, cenoura e salsão que ajudam a limpar os dentes;
  • Comer queijos amarelos, pois equilibram o ph da boca, aumentando, assim, a proteção dos dentes.

Cárie

Como é o tratamento?

O diagnóstico da cárie dentária é feita pelo dentista, mediante o emprego de equipamentos que permitem observar o interior da boca e todos os lados dos dentes, procurando por pequenos furos que possam indicar a presença de cáries.

Uma vez diagnosticado o problema, o dentista vai identificar o tipo de lesão e a melhor maneira de corrigir. Quando a cárie é do tipo coronária, o procedimento consiste em obturar (retirar) a parte afetada do dente e restaurar o local com uma resina própria. Neste caso, o tratamento costuma ser rápido e, dependendo do local, não é necessário o uso de anestésico.

No caso da cárie do tipo radicular, o tratamento pode ser um pouco mais complicado. Caso a cárie tenha afetado a raiz do dente, será preciso removê-la. Esse procedimento é conhecido popularmente como tratamento de canal, é um pouco mais demorado e é feito mediante anestesia local. Pode também ser necessário fazer a restauração do dente utilizando blocos ou coroas (pequenas implantes utilizados quando a cavidade do dente é muito grande).

Para a cárie recorrente o mais indicado é a retirada da placa bacteriana e da cárie, além da limpeza do local.

Ao contrário do que alguns pensam, a cárie não é uma doença transmissível, embora as bactérias causadoras da doença possam ser transmitidas pelo beijo. A melhor maneira de evitar o problema ainda é a prevenção. Portanto, alimente-se de maneira saudável, cuide da higiene bucal e visite o dentista regularmente. Seu sorriso agradece.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply