Cacau – Quais os Benefícios e Como Usar na Alimentação

Originário do cacaueiro, o cacau é uma fruta amazônica capaz de proporcionar vários benefícios ao corpo humano por suas características nutricionais. O Brasil é o sexto maior produtor de cacau do mundo, sendo que 95% dele é produzido no estado da Bahia. Do total produzido no Brasil, apenas 10% são utilizados no mercado interno. Os outros 90% são destinados à exportação para países como Holanda, Alemanha e EUA.

Mais conhecido como um ingrediente para a produção do chocolate, o cacau é considerado um alimento funcional, justamente por ter tanto a oferecer para nossa saúde. Desde favorecer o sistema circulatório a controlar a depressão e a ansiedade. O fruto é rico em feniletilamina, teobromina, flavonoides, cafeína e magnésio.

cacau

Quais os benefícios

Um fruto bastante nutritivo, o cacau é capaz de trazer vários benefícios ao ser consumido com regularidade. Porém, o seu consumo deve ser feito de forma moderada em razão da alta concentração de gorduras saturadas. Entre as vantagens do consumo da fruta temos:

  • Auxilia na melhora da asma e de doenças cardiovasculares: A teobromina presente no fruto é uma substância capaz de promover a dilatação dos brônquios. Esse efeito facilita a respiração de pessoas que sofram com asma e bronquite. Além disso, também tem ação vasodilatadora, melhorando a circulação sanguínea. Essa substância é a razão pela qual o chocolate é considerado um veneno para nossos animais de estimação. Mas para os seres humanos, estes efeitos acabam sendo benéficos.
  • Combate os radicais livres e o envelhecimento precoce: O fruto possui ação antioxidante por ser fonte de flavonoides. Eles têm a capacidade de eliminar toxinas nocivas ao organismo que provocam o envelhecimento dos tecidos. Além de melhorem a circulação sanguínea e de nutrientes pelo corpo. Efeitos que são sentidos na pele e na prevenção de doenças cardíacas e circulatórias.
  • Estimulante natural: A cafeína é um conhecido estimulante e é bastante presente no fruto. Além de aumentar os estímulos do sistema nervoso central e aumentar o estado de alerta, ele também promove a estimulação dos músculos cardíacos.
  • Aumento dos hormônios da felicidade: Rico em feniletilamina, quando consumido, a fruta atua como um neurotransmissor capaz de estimular a produção de dopamina e serotonina. Conhecidos como hormônios da felicidade, estas substâncias aumentam a sensação de felicidade e bem-estar. Além de melhorar a resposta de nosso cérebro à paixão, por isso, também é considerado como uma espécie de afrodisíaco.
  • Alivia sintomas de depressão, ansiedade, estresse e insônia: A fruta possui uma boa concentração de magnésio. Esse mineral é importantíssimo para as mulheres em fase reprodutiva, sendo recomendada a ingestão diária de 220mg. O magnésio é essencial para combater as alterações de humor provocadas pelo período fértil como a ansiedade, depressão, irritabilidade e insônia.

Como usar na alimentação

O chocolate é forma mais comum e conhecida de se consumir o fruto. Porém, o consumidor deve estar atento à concentração de cacau no chocolate consumido. Dê preferência ao chocolate amargo por possuir uma maior concentração do fruto em sua composição.

Mas além do famoso chocolate, é possível consumir a polpa da fruta em seu estado natural, retirando cada uma das sementes e comendo a polpa. Com a polpa também pode-se fazer suco. Basta esfregar as sementes em uma peneira, adicionar água e bater em um liquidificador. Ao contrário do que se pode imaginar, a polpa não terá o saber característico do chocolate. Na verdade, o gosto é bastante doce e apresenta um pouco de acidez.

A polpa do fruto também dá origem ao mel do cacau. Não é um mel verdadeiro. É assim chamado por ser bem mais adocicado que o suco da polpa e por ter uma consistência mais viscosa. Ele pode ser obtido ao se colocar as sementes frescas ainda com polpa sobre uma folha de bananeira em uma superfície inclinada e deixar que o melado escorra. Com esse mel é possível produzir também a geleia. Além destas formas, a semente pode ser consumida em pó, sendo adicionada à bolos, sucos, vitaminas e saladas de fruta.

Apesar de todos os benefícios que esta fruta pode trazer ao ser consumida, o excesso deve ser evitado. O fruto é extremamente calórico e rico em gordura saturada. Assim, por maiores que sejam seus benefícios, aconselhasse que seja ingerido com moderação.

Além disso, alimentos ricos em cálcio não devem ser consumidos juntamente com alimentos que contenham o cacau em sua composição. Se os dois alimentos forem ingeridos em uma mesma refeição, como no caso dos achocolatados, o cálcio não será absorvido pelo organismo como deveria. Isso ocorre em razão do ácido oxálico presente no cacau que se liga ao cálcio e impede sua utilização pelo corpo.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply