Bronquiectasia – O que é? Sintomas, Diagnóstico, Cirurgia e Tratamento

A bronquiectasia é, em poucas palavras, o aumento das vias áreas do pulmão. Os sintomas do aumentos permanente dessas vias são tosse crônica e muco em excesso.  É uma doença o qual a causa não é muito bem conhecida. Já foi constatado que as causas da bronquiectasia podem ser as mais diversas incluindo genética, imunidade baixa, asma, e outras doenças pulmonares podem tornar a bronquiectasia mais provável.

A bronquiectasia se trata de uma infecção que faz com que as vias respiratórias se alarguem , por sua vez, aumentam a produção de muco e, assim, começa a ser transportado em quantidades anormais para a garganta o que resulta, por exemplo, em tosse crônica. O muco em excesso pode resultar em maior probabilidade de infecções e inflamações secundárias.

Bronquiectasia

Sintomas de Bronquiectasia

Os sintomas mais comuns da bronquiectasia são a tosse crônica, a falta de ar, expectoração em excesso, isso é secreção, além de infecções secundárias em vias respiratórias e pulmões que são resultantes do excesso de muco. Além disso é comum sintomas relativos a infecções como cansaço e febre.

Diagnóstico

As causas da bronquiectasia pode ser separado em diferentes quadros: infecções respiratórias, obstrução brônquica, lesões por inalação, doenças hereditárias e imunidade baixa. As infecções podem ser bacterianas, fúngicas e virais.  A obstrução dos brônquios pode ser por um objeto inalado, tumor, acúmulo de muco ou cirurgia.  As lesões são por fluídos ou partículas que são nocivos aos brônquios.

Existem ainda os casos de doenças hereditárias que tornam os portadores mais propensos a desenvolverem bronquiectasia como é o caso, por exemplo, de fibrose cística, deficiência de alfa 1 e discinesias ciliares.

A baixa imunidade é resultante, por si só, de inúmeros fatores e todos esses fatores podem levar o indivíduo a ter bronquiectasia. Entre esses fatores é possível destacar disfunção de glóbulos brancos, deficiência de algum complemento, doenças autoimunes e deficiência de hemoglobina.

Ainda existem outras causas para a bronquiectasia como HIV e síndrome de Young. Como podemos ver as causas para bronquiectasia são muito amplas e o diagnóstico é sempre para determinar a gravidade e extensão da doença.

O diagnóstica da bronquiectasia é realizado através de imagens médicas como radiografias ou tomografia computadorizadas, geralmente. Depois de diagnosticado são realizados mais testes procurando por outras doenças que podem contribuir de forma mais grave para o quadro clínico do paciente.

Bronquiectasia

Tratamentos para Bronquiectasia

O principal objetivo do tratamento de bronquiectasia é erradicar infecções e, consequente, reduzir sintomas como excesso de muco, inflamação e obstrução de vias aéreas. Os tratamentos mais comuns envolvem o uso de broncodilatadores, antibióticos e, até mesmo, fisioterapia respiratória. Procedimentos auxiliares também são utilizadas e destacam-se a umidificação do ar e a inalação de água salgada ou soro. Em casos mais graves e complexo um dos possíveis tratamentos é a cirurgia.

Cirurgia

Em casos raros existe a necessidade de remover parte do pulmão. Nesses casos é realizada quando a doença está restrita ao pulmão ou em uma região definida. Além disso é considerada também para indivíduos que possuem infecções recorrentes os quais não tem resultados satisfatórios com tratamentos não cirúrgicos.

Outras possibilidades que não a remoção de parte do tecido pulmonar incluem o transplante de pulmão que é realizado em casos avançados de bronquiectasia. Em casos de transplante já é possível ver melhorias dos quadros clínicos dentro de seis meses após a operação e relatos indicam que a melhora permanece por, pelo menos, 5 anos.

Dicas

Bronquiectasia

A bronquiectasia é uma doença dos das vias aéreas resultando da dilatação dos brônquios. Apesar de existirem inúmeras formas para começar a manifestar existem algumas dicas que podem dificultar a presença da mesma no organismo. As melhores formas para dificultar a bronquiectasia são uma alimentação adequada e atividades físicas regulares para melhorar o sistema imunológico e, consequentemente, tornar-se mais resistente a infecções respiratórias que são as principais causas da bronquiectasia.

Além disso é recomendado a visita o quão possível a médicos quando apresentar excesso de muco, expectoração ou tosse crônica. Tais sintomas são típicos de bronquiectasia que se diagnosticada com antecedência pode ser tratada com mais eficácia e, assim, não afetar a qualidade de vida do paciente.


Referências utilizadas neste conteúdo: 

https://www.europeanlung.org/pt/doen%C3%A7a-pulmonar-e-informa%C3%A7%C3%A3o/doen%C3%A7as-pulmonares/bronquiectasia

https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/dist%C3%BArbios-pulmonares-e-das-vias-respirat%C3%B3rias/bronquiectasias-e-atelectasia/bronquiectasia


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply