Aprendendo a lidar com a compulsão alimentar – O que fazer?

Hoje em dia, se alimentar de forma saudável é muito difícil. Uma das causas é a correria do dia a dia, milhares de pessoas necessitam trabalhar fora o dia todo e acabam comento o que é mais prático, em geral, faz food, que é feito na hora, delicioso, mas que é rico em gorduras, carboidratos e tudo mais. As pessoas acabam se acostumando com esse tipo de alimentação e cada vez querendo mais e mais.

Comer demais é um problema que leva as pessoas a obesidade, sem se dar conta de que estão acabando com a sua saúde. As vezes o problema é tão sério que acaba acarretando na compulsão alimentar, que é diferente de se exceder nos finais de semana, ou de vez em quando. Para poder entender melhor o problema leia o artigo e se inteire do assunto.

O que é a compulsão alimentar?

Compulsão alimentar

Comer demais as vezes, não é o mesmo que compulsão alimentar que a pessoa come exageradamente em um curto espaço de tempo, a pessoa acaba comendo sem sentir fome, as vezes num período de duas horas. Esse é um problema tão sério que a pessoa chega a perder o controle, mesmo sem sentir fome fica se alimentando, até escondido, por vergonha que os outros vejam, comem tanto ao ponto de sentir desconforto de ficarem cheios.

A compulsão é a maneira mais crítica de fome emocional, muitos julgam quem tem o problema dizendo que é falta de interesse, de foco, mas não é bem assim. Na real, esse é um problema no cérebro, que necessita de um acompanhamento médico, tendo como consequência engordar em excesso. Tem pessoas que chegam ao ponto de não poderem se movimentar, baixa a autoestima, e sentem-se culpadas pela situação que se encontram, tem sensação de fracasso e entram em depressão.

A compulsão alimentar pode ser reconhecida através de alguns sintomas, como:

  • Comer de forma rápida;
  • Comer longe das pessoas para que ninguém veja, ou esconder-se para se alimentar;
  • Levantar à noite para comer;
  • Alimentar-se mesmo depois de ter comido, sem sentir fome;
  • Depois de se alimentar se sentir culpado e ficar triste.

Causas da compulsão alimentar

Como você já viu esse é um problema no cérebro que precisa ser tratado, mas ele apresenta causas que podem favorecer o seu aparecimento, veja quais são elas:

Compulsão alimentar2

Fazer dieta de maneira errada

As dietas restritivas, ou dietas loucas, como a maioria das pessoas faz, pode desenvolver a compulsão alimentar. Elas privam as pessoas de inúmeros alimentos ficando deprimidas e com desejo maior ainda de comer, encontrando no alimento uma forma de melhorar da depressão;

Comer para se sentir melhor emocionalmente

Geralmente, as mudanças emocionais dessas pessoas são usadas como gatilho para comer em exagero;

Estresse

Comer pode ser uma maneira que essas pessoas encontram para aliviar a sobrecarga do estresse;

Não gostar do seu corpo

Às vezes, as pessoas que são gordas estão sempre em busca de uma dieta para emagrecer, fazem dietas restritivas, sabem que precisam comer menos, mas mesmo assim não conseguem, fazem de tudo, tomam medicamentos, que podem levar a sérios problemas e acabam compensando o seu fracasso na comida;

Problemas emocionais graves: comer e vomitar logo em seguida, tomar laxante e a compulsão podem ser decorrentes de abuso sexual, de fazer coisas erradas, entre outros.

Compulsão alimentar3

Riscos da compulsão alimentar

Esse é um problema que pode gerar sérias complicações podendo levar o indivíduo à morte se não tratado. Também pode desenvolver diabetes, problemas cardíacos, emocionais, pressão alta, colesterol alto, problemas nas articulações, problemas renais, no fígado, entre muitos outros.

Efeitos no corpo e dicas de como lidar com o problema

A pessoa fica obesa, podem surgir problemas de pele, não conseguem se movimentar com agilidade tornando o dia a dia mais difícil. Para aprender a lidar com o problema veja algumas dicas abaixo:

Não faça dietas restritivas, pois elas fazem seu organismo ter mais fome e vontade de comer, aumenta o apetite, que acontece por uma questão de sobrevivência;

Coma melhor, não precisa consumir menos alimentos, mas se alimentar melhor. Não exagere coma bem no almoço, coloque frutas na sua dieta, faça sua alimentação, redescubra o prazer de se alimentar de forma correta;

Antes de comer tenha certeza se está com fome, faça essa pergunta para si. Faça um diário de alimentos e descubra se o que sente é realmente fome ou angústia, depressão, ansiedade;

Coma com atenção, não ligue a TV, não se distraia, tenha uma refeição calma e tranquila;

Procure se alimentar nos horários certos, não pule refeições;

Faça atividades que sejam prazerosas.

Qual profissional médico procurar?

Para tratar o problema e fazer o diagnóstico é importante procurar o clinico geral, um nutrólogo e um psiquiatra ou um endocrinologista.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply