Aparelho auditivo – Tipos de aparelho auditivo e Como Usar

O aparelho auditivo é a forma mais eficaz para devolver a audição para pessoas que perderam parcialmente este sentido. Seja causada por danos ou outras doenças, a perda auditiva é problema cada vez mais comum.

A audição é a função sensorial que nos permitir captar sons e entende-los. Boa parte desse processo é realizado pelo cérebro, que recebe os dados por meio do nervo auditivo. Quando parte desse caminho sofre danos, surgem os problemas auditivos.

As principais causas que levam ao problema são:

  • O envelhecimento natural
  • Infecções no canal do ouvido
  • Acúmulo de cera
  • Tímpano perfurado
  • Deterioração do ouvido interno

Elas podem surgir por doenças, constante exposição a sons altos, traumas provocados por explosões, etc. E como trata-las? Na maioria dos casos não tem como recuperar por completo a audição, e por isso a melhor forma de conviver com o problema é usando o aparelho auditivo.

Aparelhos auditivos

O que é um aparelho auditivo?

É um disposto eletrônico que conseguem aumentar o volume dos sons, e as pessoas que têm problema de audição vão escutar melhor. Ele tem formato anatômico ideal para o ouvido, e é bem confortável.

Atualmente existem modelos impressionantes de aparelho auditivo. É cada vez mais preciso, mais resistente. A tecnologia só avança nesse segmento, e tem fundamental para milhões de pessoas recuperarem a qualidade de vida.

São fabricados aparelhos auditivos com diferentes capacidades, pois a perda da auditiva se dá por uma escala de níveis:

  • Leve – não consegue escutar cochichos.
  • Moderada – só escuta TV ou fone com volume alto.
  • Severa – uma conversa com pessoas atingidas nesse nível de perda é somente feita por gritos.
  • Profunda – praticamente só ouve ruídos, e apenas barulhos acima dos 100 dB são audíveis.

Para cada uma dessas, existe um tipo de aparelho auditivo específico. Vamos conhece-los a seguir.

Tipos de aparelho auditivo

A indústria que desenvolve esse tipo de equipamento sempre surge com modelos impressionantes. Hoje é possível utilizar até aplicativos de celular para controlar a capacidade do aparelho.

No mercado os principais tipos de aparelhos auditivos são:

  • Invisível – pode ser usado em todos os níveis de perda auditiva; são fabricados sob encomenda, e são bem discretos.
  • Receptor no canal – é o modelo mais recomendado para quem começa a usar esse tipo de aparelho. Uma alça se prende a orelha; atende a níveis de perda da leve a severa.
  • Microcanal – ele tem um cabo de conexão que fica exposto, mas também é bem discreto. É recomendado para perda auditiva de leve a moderada.
  • Retroauricular – é o mais usado. É menos discreto, pois fica fixo na orelha. Sua utilização é para quem tem perda de audição de moderada a severa.
  • Intracanal – são modelos personalizados, e parte de sua estrutura fica dentro do canal do ouvido. Indicado para quadros moderados a severos.
  • Intra-auricular – usado em perdas auditivas de leve a severa; ele tem cobre toda abertura auricular, e parte de sua fixação se prende a orelha.
  • Zumbido – tipo de aparelho auditivo indicado para pessoas que sentem problema com zumbido. Ele se prende a orelha, e um pequeno cabo é posicionado no canal do ouvido.
  • Audição-unilateral – modelo de aparelho que permite ser usado nos 2 ouvidos. Tem estrutura similar ao formato do receptor de canal.

Aparelhos auditivos3

Muitas empresas no Brasil e estrangeiras fabricam esses modelos. Porém, eles são prescritos, somente após a avaliação do especialista poderá comprar o equipamento. E qual o médico que faz esse tipo de diagnóstico? Vejamos no próximo tópico.

O diagnóstico para usar um aparelho auditivo

Muitas pessoas imaginam que para usar um dos modelos de aparelhos auditivos é somente compra-lo. Mas, não é assim. antes é necessário a consulta a um otorrinolaringologista. Esse é o médico que realiza o tratamento de doenças no nariz, na garganta e na orelha.

Aparelhos auditivos2Esse médico avaliará o estado do paciente, vai determinar qual tipo de aparelho deve ser usado, e se é necessária uma intervenção cirúrgica.

Ele trata de crianças e adultos. Aqui vale reforçar a ideia da prevenção: quanto mais cedo se diagnosticar um problema auditivo, mais chances se têm de estabilizar o quadro.

Então ao perceber qualquer dificuldade auditiva de uma criança, deve-se procurar esse profissional para realizar uma avaliação. Esse médico verificará a existência de infecções ou lesões, e prescreverá o tratamento mais adequado.

Como vimos, a tecnologia tem avançado para amenizar o problema da perda auditiva. E o aparelho auditivo é um recurso formidável nessa luta.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply