Ansiedade tem cura? É possível? Descubra como evitar as crises

A ansiedade é um dos transtornos mentais que mais crescem no mundo. No Brasil, especificamente, a OMS (Organização Mundial de Saúde) diz que 9,3% da população tem essa fobia.

E, acredite, trata-se de algo sério, porque afeta profundamente o cotidiano das pessoas e seus convívios sociais. Quem tem ansiedade não consegue se relacionar com terceiros, mesmo que seja para estabelecer uma simples conversa.

Além disso, tem extremo medo de se expor em público, de fazer ligações telefônicas, de realizar atividades básicas na frente de outra pessoa ou de passar por uma entrevista de emprego.

Como resultado, os campos pessoal, social e profissional são extremamente prejudicados, podendo levar a outros transtornos psicológicos graves, como a depressão.

Quem enfrenta ansiedade regularmente se pergunta se esse é um problema que tem cura e como evitar crises. A seguir, esclarecemos essas questões e damos dicas para lhe auxiliar a lidar melhor com esse transtorno. Confira!

Ansiedade social4

Ansiedade tem cura?

Assim como a maioria dos transtornos psicológicos, a ansiedade não tem cura, porque ela é uma reação natural do ser humano. A ansiedade só se torna um problema quando ela é exagerada, ou seja, o medo é irracional e causa impactos negativos na vida do paciente.

Em casos assim, o que se faz é um tratamento que dá ferramentas ao paciente para que controle sua ansiedade e viva com ela de forma assintomática, isto é, sem sintomas, o que gera uma extrema melhoria na sua qualidade de vida.

E como seria esse tratamento para ansiedade? Depende da gravidade do caso do paciente. Para quadros iniciais e leves, somente a psicoterapia é suficiente, realizando acompanhamento médico frequente.

Se o caso for mais grave, o tratamento de ansiedade costuma ser realizado com psicoterapia e uso de medicamentos receitados por um psiquiatra, de acordo com as especificidades do paciente.

Ambos os tratamentos têm como finalidade reduzir/eliminar sintomas da ansiedade, bem como preparar o paciente para identificar gatilhos e lidar melhor com a fobia, eliminando ou reduzindo consideravelmente as crises. Com o tempo, a pessoa passa a ter melhor controle de suas emoções e a ansiedade não será mais um problema.

Como evitar crises de ansiedade

Ansiedade social3

Sofre com a ansiedade e quer evitar crises? Há algumas dicas que ajudam a contornar esse transtorno e seus impactos negativos. Confira, a seguir, quais são elas:

Adote melhores hábitos de vida

Quanto mais saudável for, maiores são as chances de se tornar mais resistente à ansiedade. Uma alimentação saudável torna seu organismo mais forte e dormir corretamente melhora sua capacidade de resistência a adversidades.

Além disso, pratique alguma atividade física regularmente. O exercício ajuda a liberar serotonina no organismo, que é um neurotransmissor que proporciona sensação de bem-estar e minimiza o risco de passar por crises de ansiedade.

Invista no autoconhecimento

Quem é ansioso costuma se autossabotar sem nem ao menos perceber. Por isso, é extremamente importante investir no autoconhecimento, o que permitirá saber o que funciona como gatilho para a ansiedade e trabalhar melhor essa questão.

Procure anotar situações em que sente ansiedade e identifique algo recorrente entre elas, para saber o que causa o problema. Conhecendo o que é, fica mais fácil controlar suas emoções, evitar crises e trabalhar pontualmente essa questão.

Controle reações físicas

Alguns sintomas físicos da ansiedade podem ser controlados ou amenizados, reduzindo a chance de crise. Assim que notar sua respiração alterada, tente regulá-la, realizando ciclos profundos e lentos. Depois, foque nos músculos, tentando relaxá-los.

Distraia-se

Distrair-se pode ser difícil, mas sempre funciona para amenizar sintomas e fugir de crises. Procure voltar sua atenção a algo diferente, para quebrar o início do ciclo da crise e conseguir controlar a situação melhor.

Em que momento buscar auxílio?

Ansiedade social2

É importante buscar auxílio assim que notar os primeiros sinais de que a ansiedade causa impactos negativos expressivos no seu dia a dia. Assim, é possível agir rapidamente e evitar tratamentos mais longos ou complexos.

Como se trata de algo sério, não é possível resolvê-lo sozinho, portanto, consulte um especialista, como o psicólogo ou psiquiatra. O profissional analisará seu caso e indicará o melhor tratamento a ser adotado.

O tratamento para ansiedade é feito de forma contínua no início e após chegar ao estado desejado o paciente faz um acompanhamento periódico espaçado, somente para que o profissional possa verificar se não houve reincidência do transtorno.

Confira, também, o conteúdo completo sobre Ansiedade Generalizada – O Que é? Quais os Sintomas? Quais as Causas?


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply