Anorexia Nervosa – O que é? Causas, Sintomas e Tratamento

A anorexia nervosa é um distúrbio alimentar que faz com que a pessoa perca peso muito acima do normal. Isso ocorre porque o indivíduo tem um forte medo de ganhar peso, mesmo quando se está com o peso muito abaixo do normal. Pessoas com esse problema podem exagerar no uso de dietas e nos exercícios físicos, além de utilizar outros métodos para conseguir emagrecer cada vez mais.

A anorexia nada mais é do que um distúrbio de imagem, pois a pessoa não aceita de nenhuma forma o seu corpo como ele é, ficando sempre com a impressão de que está acima do peso em níveis muito acima do que de fato ocorre. Esse comportamento pode levar a um quadro de ansiedade, que faz com que o paciente busque inúmeras maneiras de emagrecer o mais rápido possível.

[CONFIRA TAMBÉM: ANOREXIA E BULIMIA – O QUE SÃO?]

Principais causas da anorexia nervosa

anorexia

Não há o conhecimento exato da causa que leva à anorexia nervosa. No entanto, especialistas creem que fatores biológicos, psicológicos e também ambientais possam interferir para que ocorra o aparecimento dessa doença. Por exemplo, os genes e os hormônios podem desempenhar algum tipo de papel no desenvolvimento do distúrbio, assim como atitudes sociais que sugerem tipos de corpos muito magros.

É possível que uma dieta muito restritiva e o excesso de atividade física contribuam para o começo da anorexia. Mulheres jovens e adultas com esse distúrbio podem demonstrar comportamentos de dieta com o objetivo de atingir um “padrão de magreza” construído pela sociedade. Já no caso dos homens, a raiz do problema pode estar na necessidade de se exercitar e de controlar a alimentação para ter um corpo extremamente musculoso.

Sintomas que ajudam a identificar a anorexia nervosa

Veja a seguir os principais sintomas que uma pessoa com anorexia nervosa pode apresentar:

  • Ter muito medo de engordar ou ficar acima do peso ideal, mesmo no caso de a pessoa estar abaixo do peso normal;
  • Recusar-se a manter o peso considerado normal ou aceitável para sua idade e altura;
  • Possui uma imagem corporal muito distorcida, focada no peso ou na forma corporal, ao mesmo tempo em que se recusa a admitir a gravidade da perda de peso;
  • Não menstruar por três ou mais ciclos.

anorexia nervosa

Indivíduos com anorexia nervosa podem restringir de maneira drástica o consumo de alimentos, ou, quando o ingerem, podem forçar o vômito em seguida. Veja alguns comportamentos típicos deste distúrbio:

  • Cortar a comida em pequenos pedaços ou apenas movê-los no prato em vez de comê-los;
  • Exercitar-se o tempo todo, não importando se o clima está ruim, se a pessoa está machucada ou ocupada;
  • Ir ao banheiro logo após as refeições;
  • Evitar comer perto de outras pessoas;
  • Usar comprimidos para urinar (diuréticos), evacuar (enemas e laxantes) ou reduzir o apetite (comprimidos para perda de peso).

Há ainda outros sintomas de anorexia que podem acometer pessoas com esse problema, a saber:

  • Pele manchada ou amarelada, seca e coberta por pelos finos;
  • Boca seca;
  • Desgaste dos músculos e perda de gordura corporal;
  • Extrema sensibilidade ao frio;
  • Queda da resistência óssea;
  • Pensamento confuso ou lento;
  • Memória ou julgamento deficientes;
  • Depressão.

Tratamentos para combater anorexia nervosa

anorexia e bulimia

Um dos pontos mais importante no tratamento da anorexia nervosa é convencer a pessoa de que ela tem uma doença. A maioria dos indivíduos com anorexia nega que possui um distúrbio alimentar. Isso faz com que o tratamento se inicie quando a pessoa já está com um quadro avançado da doença.

Em geral é recomendada uma série de tratamentos combinados que vão recuperar o peso ideal e os hábitos alimentares normais da pessoa. Médicos consideram a necessidade de o paciente ganhar de 0,5 kg a 1,4 kg por semana. Isso pode acontecer por meio de uma diminuição das atividades físicas, aumento de eventos sociais, reprogramação alimentar etc.

Além disso, é fundamental que a pessoa passe por longas terapias para que ela consiga superar esse distúrbio. A terapia visa modificar os pensamentos ou o comportamento do paciente, encorajando-o a comer de forma mais saudável. As terapias podem ser individuais, envolver familiares ou ainda serem realizadas em grupo. Aliás, a ajuda da família nesse processo é fundamental, não apenas para dar força, mas para demonstrar compreensão, paciência e persistência ao lado da pessoa com o distúrbio.

Em casos mais graves a pessoa poderá ser hospitalizada, em especial se ela estiver 70% abaixo do seu peso ideal, sofrer complicações médicas (problemas cardíacos, níveis baixos de potássio etc.) ou se o paciente tiver depressão e estar com tendências suicidas.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply