Alongamento Para Virilha: Dicas, Como fazer e Cuidados!

Lesões na virilha podem ser bastante desagradáveis, principalmente quando interferem na rotina de atletas e pessoas que praticam atividades físicas regulares, afinal surge uma dificuldade na mobilidade.

Por levar tempo para curar, uma lesão nessa região necessita de cuidados. Para evitar que lesões na virilha aconteçam com frequência (ou mesmo para prevenir que isso aconteça um dia), você pode apostar nos alongamentos!

Veja aqui como executar flexões da maneira correta e cuidados necessários!

O que são alongamentos e quais é sua finalidade? Confira como fazer os melhores e mais indicados alongamentos para a virilha agora. Muitos deles servem para alongar a parte interna da região da virilha, basta que comece na posição inicial correta para assim fortalecer os músculos do local e atingir o bem estar.

O que é e para que serve alongar?

Alongamento para virilha

Uma rotina de atividades físicas nunca será completa se você esquece dos alongamentos. Da mesma maneira como um exercício físico lhe traz benefícios para a saúde, o alongamento também é fundamental para o seu corpo.

E alongar não tem restrição de idade; pelo contrário: conforme os anos passam, nossa elasticidade e flexibilidade vão desaparecendo. E é aqui que os alongamentos se fazem mais necessários – para prevenir e para melhorar esse problema.

O alongamento irá manter o seu corpo flexível, relaxando seus músculos e garantindo que eles fiquem em seus tamanhos naturais – o envelhecimento também diminui os músculos de tamanho, cabe lembrar.

Os benefícios dos alongamentos são vários. Olha só:

  • Amplia os movimentos corporais;
  • Ativa e melhora a circulação sanguínea;
  • Evita dores que poderiam surgir pela prática física;
  • Evita e trata problemas de postura;
  • Melhora o desempenho;
  • Prepara o corpo para a prática de exercícios físicos;
  • Previne lesões musculares durante os exercícios físicos;
  • Proporciona melhorias à coordenação motora;
  • Reduz o estresse;
  • Traz relaxamento aos músculos.

Por incrível que pareça, os alongamentos ainda interferem na cicatrização óssea e nas cólicas menstruais.

Não é necessário que você seja um (a) praticante de algum exercício físico de rotina para realizar os alongamentos – toda vez que você notar que seus músculos precisam relaxar, faça um alongamento.

Tome cuidado com a intensidade do alongamento e com a postura!

Dicas para fazer os alongamentos corretamente

Os alongamentos para virilha têm a finalidade de garantir mais flexibilidade dessa região e combater quaisquer riscos de lesões – por isso, é interessante que você entenda como alongar os músculos abdutores na parte interna da coxa que representam essa região.

Confira essas dicas para que o alongamento seja feito de forma correta:

  • Alongue-se até o máximo que conseguir, mas sem que você sinta qualquer dor;
  • Procure deixar o corpo inteiro relaxado para que os músculos não se estirem;
  • Use a respiração a seu favor: inspire ao fazer o movimento e depois solte-a;
  • Você pode tentar evoluir seus alongamentos cada vez mais, desde que a dor não surja durante o processo.

Veja aqui como fazer alongamentos para a cervical corretamente!

Caso você tenha sofrido fratura, entorses ou algum desgaste nos ossos, os alongamentos para virilha não são recomendados. É importante que fique atento aos sintomas na região afetada.

Melhores alongamentos para virilha

Confira os 5 alongamentos para virilha mais utilizados e indicados atualmente, lembrando que não há distinção na questão de eficiência – o importante é que você os pratique, ok?

Alongamento borboleta

Alongamento borboleta

Sente-se no chão e mantenha seu corpo reto. Dobre os joelhos e coloque os pés virados e juntos um para o outro. Deixe os braços estendidos e as mãos segurando os tornozelos.

Sempre com a coluna reta, pressione os glúteos contra o chão e, de forma lenta, dobre-se para a frente através do quadril. Utilize os cotovelos, com delicadeza, para abaixar os joelhos e separá-los.

O torso não pode se curvar durante o movimento!

Alongamento de adutor

Alongamento de adutor

Sente-se no chão e procure separar as pernas na maior distância que conseguir. Os dedos dos pés devem estar apontando para cima. Junte as mãos no centro, a sua frente e comece a inclinar a parte superior do corpo nessa direção.

Clique aqui e veja um guia completo de exercícios para o antebraço!

Quando sentir a tensão na virilha, pare e segure a posição por 30 segundos.

Alongamento com avanço

Alongamento com avanço

Em pé, separe os pés para que fiquem em uma boa distância de modo que eles formem um ângulo de 45° com as pernas.

Dobre a perna esquerda direcionando-a ao lado esquerdo, enquanto a outra perna permanece estendida e reta, assim ela poderá ser alongada. Aguente por 30 segundos, sem balançar o corpo e, depois, volte à posição original para repetir o mesmo movimento com a perna direita para que a perna esquerda fique estendida.

Alongamento dinâmico

Alongamento dinâmico

Esse alongamento é feito em pé. Mantenha as mãos estendidas à frente, além de fazer com que uma perna fique estendida e apoiada no chão, enquanto a outra deve ser erguida e levemente flexionada (sempre com o pé apontando para cima).

Faça giros com a perna levantada, mas de maneira sutil, sem qualquer força. Depois, volte à posição e faça o mesmo com a outra perna.

Alongamento com flexão

Alongamento com flexãoEm uma esteira, fique em posição de flexão (o tronco precisa estar firme, assim como se deve manter os glúteos contraídos). Com o corpo sempre alinhado, levante um pé do chão e o leve até o mais próximo que puder da mão oposta. Faça o mesmo com a outra perna.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply