Alimentos Ricos em Vitamina D – Conheça os Alimentos

A vitamina D é uma vitamina lipossolúvel, isto é, uma vitamina que tem solubilidade em lipídios. Além disso, a vitamina D pode ser chamada de calciferol, por isso se você ver esse nome por aí já sabe que se trata justamente desta vitamina incrível que pode ser produzida pelo organismo por meio da exposição solar!

Você sabe quais são os alimentos ricos em vitamina D? Descubra se você os está consumindo, quais os benefícios da “vitamina do sol” (outro nome popular dado a vitamina D) e se há efeitos da deficiência dela no seu corpo.

alimentos com vitamina D

Quais são os benefícios da vitamina D?

Por ser necessária ao nosso organismo, a vitamina D tem ganhado bastante destaque em estudos científicos. Ela é produzida a partir da exposição da pele aos raios solares, sendo que o responsável por esse estímulo é o raio UVB – que só é perigoso quando em doses exageradas.

De toda forma, a vitamina D é incrível e tem uma ingestão recomendada de 5 microgramas por dia (200 UI/dia para crianças e adultos até 50 anos). Acima dessa idade, a recomendação aumenta em 10 microgramas/dia.

Conheça os principais benefícios da vitamina D para reparar em como ela é vital para sua saúde:

  • Age na secreção de insulina, evitando que o corpo desenvolva intolerância à glicose, pois fará com que o organismo processe o açúcar;
  • Auxilia no relaxamento dos vasos sanguíneos e controla as contrações do músculo cardíaco;
  • Combate a pressão arterial;
  • Diminui o risco de aborto nos primeiros meses de gestação, sem contar que é fundamental para o desenvolvimento do cérebro do bebê;
  • Estimula a produção apropriada de estrogênio (nas mulheres) e de testosterona (nos homens),
  • Favorece o aumento da massa muscular;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Garante melhores resultados em termos de raciocínio e memória;
  • Previne e combate a depressão e a ansiedade;
  • Previne e trata doenças autoimunes, como a artrite reumatoide, infecções diversas, câncer e a esclerose múltipla;
  • Previne e trata problemas ósseos, com o caso da osteoporose, pois a vitamina D promove a absorção do cálcio o que consequentemente faz com que haja um crescimento normal dos ossos.

Além disso, níveis adequados de vitamina D no organismo são eficazes no controle do peso e na prevenção contra a obesidade.

Quais os alimentos ricos em vitamina D?

Mesmo que a vitamina D possa ser adquirida por meio do sol, expondo-se a ele pelo menos 3 vezes por semana – por 15 a 20 minutos, sem filtro solar naquele período antes das 10 horas da manhã, é fundamental que você inclua os alimentos ricos em vitamina D em sua dieta.

Para curiosidade, o sol é responsável por 90% do total de absorção da vitamina D.

No entanto, os alimentos – mesmo responsáveis por só 10% – são interessantes para sua saúde como um todo. Veja quais são esses alimentos ricos em vitamina D, portanto:

  • Cogumelos;
  • Fígado de boi;
  • Fígado de galinha;
  • Iogurte;
  • Leite;
  • Manteiga;
  • Óleo de fígado de bacalhau;
  • Ostras;
  • Ovos;
  • Queijo cheddar;
  • Salmão;
  • Sardinha.

Aposte nesses alimentos sem problemas, mas o mais indicado é que você procure a orientação de um nutricionista para que um cardápio apropriado seja feito para que qualquer deficiência de vitamina D seja sanada.

Afinal, há riscos de deficiência de vitamina D?

A falta de vitamina D no organismo pode ter alguns malefícios a sua saúde, por isso é essencial que você mantenha a quantidade diária recomendada do nutriente para evitar tais problemas.

Os principais sintomas de uma deficiência de vitamina D no seu corpo são:

  • Acúmulo de gordura corporal que levará à obesidade;
  • Alterações de humor;
  • Asma;
  • Aumento na incidência de doenças crônicas, em especiais as cardíacas;
  • Desenvolvimento de diabetes tipo 2;
  • Desgaste nos ossos que pode ocasionar osteoporose;
  • Desregulagem hormonal;
  • Espasmos musculares;
  • Fraqueza muscular;
  • Imunidade baixa que trará maior incidência de infecções;
  • Infecções pulmonares;
  • Precária performance mental.

É importante avisar que a fraqueza pode ser extremamente grave para pessoas idosas, pois irá causar perda da força e aumentar o risco de acidentes.

Assim como sua deficiência, você sabia que vitamina D em excesso também pode fazer mal? Nesse caso, chamado de hipercalcemia, os efeitos colaterais mais comuns são:

  • Aumento da pressão arterial;
  • Confusão mental;
  • Diarreia;
  • Dores abdominais;
  • Enjoos e náuseas;
  • Excesso de urina;
  • Fraqueza no corpo todo;
  • Perda de apetite;
  • Sede exagerada.

Consulte seu médico para ter uma orientação melhor sobre a real quantidade de consumo de vitamina D para sua saúde, levando-se em conta o seu histórico médico, sexo e idade.

Não faça uso de suplementação sem orientação de um profissional capacitado, pois você poderá provocar danos em seu organismo sem qualquer conhecimento disso.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply