Alimentação saudável: como é possível?

Por vezes ouvimos que é necessário ter uma alimentação saudável durante o nosso dia a dia, mas afinal, em que se resume uma alimentação saudável?

Uma alimentação saudável é aquela que consegue suprir todas as demandas energéticas, de vitaminas, proteínas, gorduras e ácidos graxos que o seu corpo tem. Para tal, é necessário lembrar que cada corpo tem suas necessidades individuais que são influenciadas por sexo, idade, rotina, saúde, dentre outros fatores, mas ainda sim costuma-se elaborar um cardápio padrão, onde as demandas de todos não costumam estar muito distantes.

Comer de tudo um pouco?

Alimentação saudável: como é possível?

Está aí uma frase que costumamos ouvir muito, porém, esta frase é interpretada errado: de fato nossa alimentação deve conter todo tipo de alimento, mas acabamos por errar nas proporções e por vezes vemos uma pessoa comendo, por exemplo, muito mais lanches e outros alimentos do tipo do que consomem de legumes durante o seu dia a dia, invertendo assim uma ordem de prioridade.

E as calorias? Elas são as mesmas?

Não, as calorias encontradas nos alimentos são diferentes, afinal, para ilustrar, você acha que 100 calorias provenientes de uma salada terão o mesmo impacto no seu corpo do que 100 calorias consumidas diretamente de uma pizza? Pois então, além de que o montante costuma variar, seu corpo muitas vezes precisa comer várias vezes mais alimentos naturais como verduras para se satisfazer do que óleos como os que vem em uma batata frita.

Ainda assim, cada família de alimento é responsável por uma função importante no seu corpo e sabendo delas, fica mais fácil perceber a sua demanda, nos ajudando a não errar mais nas proporções. Portanto, vamos lá:

  • Carboidratos: fornecem energia para o corpo, são por exemplo os pães, farinhas, grãos, tubérculos como batatas e outras raízes. É valido mencionar que existem dois tipos deles: os carboidratos simples, que “quebram” mais rápido e logo são jogados no sangue e os “complexos” que tem cadeias maiores e demoram mais a quebrar, isso faz com que não haja picos de glicose no sangue, dificultando aquele acúmulo de gordurinhas, então os alimentos integrais dessa família são mais indicados que por exemplo pães com farinha branca;
  • Fibras em geral: ajudam no funcionamento do intestino, controlam a glicose e ajudam na manutenção da microbiota intestinal, tudo isso para facilitar a absorção dos nutrientes pelo organismo e assim aumentar a sua eficiência, além de também controlar o colesterol e ajudar na sensação de saciedade do nosso corpo;
  • Vitaminas: auxiliam em diversas funções de manutenção do organismo;
  • Gorduras: também fornecem energia, além de ajudar no transporte das vitaminas no corpo e formação detecidos;
  • Água: por último, mas não menos importante vem a água, ela hidrata o organismo, auxilia no transporte dos nutrientes, regula o equilíbrio homeostático, além de estar presente em quase todas as reações do nosso corpo e de ajudar a compor a maioria de nossos tecidos.

Benefícios de uma alimentação balanceada

Alimentação saudável: como é possível?

  • Diminuição e manutenção do peso, assim sempre estando no seu peso ideal;
  • Aumento de disposição;
  • Reduz o risco de doenças crônicas como problemas gastrointestinais ou cardíacos;
  • Melhora o humor;
  • Facilita e melhora o equilíbrio hormonal;
  • Fortalece estruturas como os ossos;
  • Regula o organismo como um todo, auxiliando por exemplo na manutenção do sono dentre outros itens importantes;
  • Melhora a concentração;
  • Aumenta a expectativa de vida (bem como a sua qualidade).

Como posso me policiar e aprender a comer bem?

A maioria das pessoas já viu a pirâmide alimentar, a mesma ajuda a ilustrar quais são os alimentos que precisam ser consumidos em maiores quantidades e quais devem ser consumidos em menores quantidades ou mesmo evitados, assim sendo podemos ver em sua base, portanto o item que deve ser consumido majoritariamente: a água.

Logo em seguida, no segundo nível podemos ver os carboidratos, que são os pães, cereais, tubérculos como batatas e grãos em geral.No terceiro nível, vemos divididos os legumes em geral e as frutas, eles ajudam fornecendo vitaminas, fibras e sais. Dividindo o quarto nível, temos os laticínios e derivados, ovos, carnes e sementes responsáveis pelo fornecimento de proteínas.

No quinto e último nível estão os óleos e açúcares, também necessários, porém ocupando o nível de menor necessidade proporcional da cadeia. Aqui vale lembrar algo já mencionado no início deste texto, que nem todas as calorias (alimentos) são iguais – os óleos podem vir de manteigas ou mesmo de sementes oleaginosas, como também de fast foods em geral, do mesmo modo que se faz necessário o uso do bom senso.

Por último: para saber qual dieta melhor se encaixa com você, bem como o seu objetivo o melhor é procurar um profissional atuante na área de nutrição e este lhe ajudará a montar uma dieta sob medida.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply