Alimentação Indicada para Combater os Sintomas da Menopausa

A menopausa representa o fim da fase reprodutiva da mulher. Apesar de não ser considerada uma doença, essa fase é marcada por um intenso desequilíbrio hormonal. Como consequência, a mulher passa a sentir inúmeros incômodos e sintomas que caracterizam esse período. Entre os mais comuns estão o calor excessivo, suores noturnos, insônia, irritabilidade e variações de humor, perda da libido, fadiga, perda da memória e aumento dos riscos de doenças cardiovasculares.

Apesar do principal tratamento ser baseado na reposição com hormônios sintéticos, muito se discute se eles causam mais malefícios do que benefícios. Existem vários efeitos colaterais associados ao uso desses repositores. Esse é um dos motivos pelos quais, cada vez mais se buscam alternativas naturais como a alimentação para combater os sintomas da menopausa.

Confira, quais os principais benefícios de se consumir os alimentos certos durante a menopausa e uma lista com os melhores.

Alimentação saudável: como influencia?

Alimentação Indicada para Combater os Sintomas da Menopausa

A menopausa é marcada pela produção irregular dos hormônios progesterona e estrogênio. Esse desequilíbrio é o maior responsável pelo surgimento de todos os sintomas desagradáveis apresentados nesse período.

O problema é que, em várias situações, esse tratamento com hormônios sintéticos pode causar efeitos colaterais tão desagradáveis quantos os sintomas clássicos da menopausa. Um deles é o risco de se desenvolver câncer de mama. Além disso, a reposição hormonal é contraindica para várias mulheres.

Essa é a razão pela qual uma alimentação indicada para combater os sintomas da menopausa é tão importante, ela é capaz de causar o alívio dos sintomas vivenciados pela mulher, porém sem os efeitos colaterais provocados pelos hormônios sintéticos. A associação desses alimentos funcionais seria uma resposta mais natural ao desequilíbrio hormonal sofrido na menopausa.

Quais são os benefícios?

Uma dieta saudável é recomendada em todas as fases de nossa vida. Porém, alguns alimentos se tornam indispensáveis durante a menopausa. Eles são capazes de evitar os problemas típicos desse período, repondo naturalmente os hormônios em desequilíbrio.

Os principais benefícios estão ligados diretamente ao alívio dos sintomas característicos da menopausa, tais como:

  • Redução dos riscos de surgimento de doenças cardiovasculares: Consumir alimentos ricos em Ômega 3 e magnésio irá melhorar os níveis de colesterol, a pressão arterial e a circulação sanguínea;
  • Combate aos calores excessivos e suores noturnos: O consumo de alimentos ricos em isoflavonas atuam como um substituto natural do estrógeno e, com isso, aliviam os sintomas típicos da menopausa;
  • Alívio da secura vaginal: Esse sintoma será aliviado principalmente ao consumir alimentos ricos em vitamina E;
  • Redução dos riscos de desenvolver osteoporose durante a menopausa: O consumo de alimentos ricos em cálcio diminui as chances de se desenvolver osteoporose. A OMS estima que 1 em cada 4 mulheres desenvolvam osteoporose nesse período;
  • Melhora a perda de memória: Aumentar o consumo de oleaginosas como a Castanha do Pará pode melhorar a memória, principalmente pela presença do mineral selênio;
  • Combate à irritação, insônia e fadiga: Consumir alimentos ricos em magnésio, como peixes, castanhas e salmão, melhoram os quadros de irritação, insônia e fadiga. Esses sintomas são comuns durante a menopausa.

Quais são os melhores alimentos?

Alimentação Indicada para Combater os Sintomas da Menopausa

  • Soja e linhaça: Os principais alimentos são a soja e a linhaça. Elas possuem isoflavonas que atuam no organismo como o estrógeno e são consideradas um fitoquímicos. Ela é capaz de aliviar os calorões, suores noturnos, a irritação e a insônia. A soja pode ser consumida como leite, cozida ou carne de soja. A linhaça pode ser consumida como óleo ou misturada em outros alimentos;
  • Framboesas e amoras: Assim como a soja, elas são ricas em isoflavonas. Podem ser consumidas em formas de suco ou in natura;
  • Leite e derivados: Rico em cálcio, o consumo do leite e seus derivados é extremamente recomendado durante esse período em razão do risco de desenvolver osteoporose. Pode ser consumido puro ou seus derivados;
  • Verduras verdes escuras: Couve, brócolis e rúculas também são grandes fontes de cálcio. Por isso, também podem fazer parte da dieta e podem ser consumidos crus ou cozidos;
  • Peixes: O salmão, a sardinha e o atum são fonte de ômega 3 e magnésio. Além de prevenirem doenças cardiovasculares, eles também são eficientes no combate à fadiga e os sintomas de irritabilidade, mudanças de humor e insônia.
  • Oleaginosas: As nozes, castanhas e amêndoas também são fontes de Ômega 3, magnésio e selênio. Além dos mesmos benefícios proporcionados pelo peixe, elas também melhoram a memória. Podem ser consumidas in natura ou trituradas e misturas ao iogurte, por exemplo. Mas não é recomendável o seu consumo exagerado.

Esses alimentos são os mais indicados para combater os sintomas da menopausa. Tente incluí-los em sua dieta. Somente o consumo regular poderá trazer os benefícios esperados.

Referências utilizadas neste conteúdo

Consumo de fitoestrógenos linhaça e níveis lipídicos na menopausa: o que há de evidência? Acessado em 12 de dezembro de 2018. <https://www.researchgate.net/publication/312343518>

Avaliação nutricional, estilo de vida e consumo alimentar relacionados com risco cardiovascular em mulheres na menopausa. Acessado em 12 de dezembro de 2018. <https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=>

Soja como alimento funcional no alívio dos sintomas da menopausa. Acessado em 12 de dezembro de 2018. <https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=>


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply